vBulletin statistics

Segunda-Feira, 11 de Novembro de 2013

Estudo do Wall Street English revela: alunos portugueses no TOP 10 dos que melhor dominam o Inglês

Os portugueses estão no Top 10 dos alunos com melhor nível de Inglês entre os perto de 30 países nos quais o Wall Street English está presente. A conclusão é retirada de um estudo interno realizado globalmente pelo líder global do ensino da língua inglesa, que avalia o nível desta língua franca em países tão longínquos como a Arábia Saudita, a Argentina, a Rússia ou a Tailândia.

 

Em primeiro lugar no domínio do inglês estão os checos, seguidos dos alemães, numa tabela que coloca os portugueses na sétima posição, depois dos alunos de Hong Kong, da Indonésia, da Suíça e da Argentina.

O ranking leva a que os portugueses sejam, assim, os quartos melhores em inglês entre os europeus que participam no estudo, à frente dos franceses, italianos e espanhóis, por exemplo. No fundo da tabela estão os alunos da Arábia Saudita, Chile e Peru.

“Embora os alunos portugueses estejam no top 10 global entre os alunos do Wall Street English em todos os países onde estamos presentes, o seu nível de Inglês continua a situar-se num nível médio, o que indica que há um importante caminho de aprendizagem a percorrer”, refere Darren Swan, Managing Director do Wall Street English a nível ibérico.

12 mil estudantes portugueses

Se em termos qualitativos são os checos que lideram, em termos quantitativos e absolutos o título vai para os chineses, com cerca de 37 mil alunos a frequentar o Wall Street English.

Em Portugal, o Wall Street English dispõe de 33 centros de ensino, onde estudam atualmente cerca de 12 mil alunos, um número muito significativo e que tem vindo a crescer ao longo dos anos.

Refira-se que o Wall Street English nasceu em 1972, em Itália, com o intuito de responder a uma necessidade crescente de aprender Inglês. A procura emergente intensificou-se também noutros mercados e potenciou a internacionalização do Instituto que, em 2010, foi adquirido Grupo Pearson Education, com sede no Reino Unido. O Wall Street English está hoje presente em 28 países, onde ensina 190 mil alunos.

 

NOTA: Wall Street English é a nova designação do Wall Street Institute, uma alteração que surge no âmbito de um processo de transformação global da identidade, que se iniciou em setembro último com a mudança do nome e imagem do líder global do ensino da língua inglesa.

 

Sobre o WSE

Em Portugal desde 1995, o Wall Street English inovou o conceito de aprender inglês no nosso país. Atualmente, conta com 33 centros de norte a sul do país de forma a estar perto dos mais de 12 mil alunos que frequentam o WSE. Desde o seu início em Portugal, o WSI formou mais 180 mil alunos com o seu método único e inovador de aprender inglês.

Com origem em Itália, o Wall Street English surge em 1972 para fazer face às necessidades únicas dos que querem aprender Inglês por razões profissionais e pessoais. Em agosto de 2010, Wall Street English foi adquirido pelo Grupo Pearson Education e a sua sede internacional é no Reino Unido.

www.wsenglish.pt    

 

Para mais informações:

Lift Consulting - Joana  Vilaça

21 466 65 00 /  91 318 43 03

  joana.vilaca@lift.com.pt